Arquivos mensais: março 2015

home

A erotização no vestuário feminino infantil

A estudante do curso Superior de Tecnologia em Design de Moda (SENAI/UNESC) de Criciúma-SC, Patrícia Ricken, foi a campo e investigou a erotização no vestuário feminino infantil em crianças de duas escolas situadas na região Sul de santa Catarina, sendo uma de zona rural e outra de zona urbana.

Meninos e meninas de 9 a 12 anos participaram da pesquisa, da seguinte forma: foi apresentado figuras constituindo-se de uma boneca, e de ambos os lados vestimentas, uma representando a roupa adultizada e a outra a roupa adequada, lúdica. Foi solicitado que escolhessem uma das duas opções, em seguida colorir, recortar e colar sobre o desenho da boneca.

O estudo revelou que 56% das crianças residentes do bairro da área rural optaram pelo vestuário lúdico, enquanto apenas 36% das crianças residentes do bairro da área urbana optaram pelo mesmo item, evidenciando a influência cultural na construção da subjetividade. Somando as crianças das duas escolas 53% optaram pelo vestuário adultizado.

Figura 1 – Vestuário lúdico

fig 1

Fonte: (Autora 2014)

 

 

Figura 2 – Vestuário adultizado

fig 2

Fonte: (Autora 2014)

O estudo revelou que, para além das funções básicas: proteção contra intempéries, distinção de sexo, classe, e pudor a vestimenta infantil na atualidade possui conotação exacerbada da sexualidade, especialmente o vestuário feminino.

A autora propõe que designers de moda observem que a atração pelo produto muitas vezes ocorre quando são apresentados aspectos característicos da infância como o lúdico, e a interatividade, nesse sentido é possível o desenvolvimento de produto com essas características.

 

Prof. Vilma Marta Caleff
do Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda – SENAI/UNESC

FIESC-SENAI